Em cima do capô!

Trim trim… Tem uma mensagem nova!

Hummmmmm, mensagem do Papaconas… “Olá lindinha, estou a chegar! Veste aquela roupa bonitinha e vamos dar uma volta!”

Em cima do capô!

Roupa, vestir, volta, estava-me mesmo a apetecer foder este gajo, vai chegar numa boa hora e quer ir passear?! Como sou muito bem mandada escolho uma lingerie bonita com ligas, calço um salto alto e visto só um casaco por cima….

Em direção ao carro, observo-o encostado à porta a fumar um cigarro, sexy, mais bonito do que a última vez que o vi!

– Estás gira mas estava a pensar em irmos jantar, não tens algo mais discreto para vestir?
– Não! Está tudo na lavandaria e não tenho fome!
– O que é que eu faço contigo?
– Fodes-me!

[respondo sem hesitar]

Arranca com o carro, acelera até à marginal e coloca a mão na minha cona.

– Já estás encharcada minha cabra! Não tens vergonha!
– Nenhuma!

[respondo entre suspiros de prazer, a sentir os seus dedos na minha cona, a brincar com o meu clitóris, apertando-o e pressionando-o como se os descobrimentos já tivessem sido todos feitos e agora só percorresse o mapa que tão bem aparenta conhecer.]

Sinto-me a ficar cada vez mais encharcada enquanto me masturba, torna-se cada vez mais difícil controlar a respiração e o calor, apesar de estar despida, parece aumentar cada vez mais….
Acabo por me esporrar completamente nos seus dedos.

Eris 1

Começo a desapertar-lhe o cinto das calças e o seu caralho está mesmo a pedir uma mamada!

– Queres mamar o caralho? Queres minha puta? [enquanto me agarra pelos cabelos mantendo-me a cabeça direita]
– Quero!
– Pede! Fala o que é que queres?
– Quero mamar-te o caralho todo!

Encaminho a minha cabeça para o caralho pressionando para que ele entre todo na minha boca até eu não aguentar mais. Chupo com desejo, sentindo-o cada vez mais duro e meloso e com vontade de o sentir a foder-me toda. Já sem aguentar mais, vira o volante do carro repentinamente, para uma estrada estreita de terra, sem saída, e dirige-se à minha porta, abre e diz-me:

– Queres que eu te foda? [despe me o casaco] És tão puta!

Agarra-me pelo cabelo e puxa-me para fora do carro, arrasta-me até à frente do carro ainda de faróis acesos, obriga-me a ficar de joelhos à sua frente e a olhar para ele enquanto continuo a mamar aquele caralho até bater na garganta, bem lá no fundo…

Volta a puxar-me pelo cabelo e atira-me literalmente para cima do capô, despe-me o casaco já desapertado, à bruta, e atira-o para o chão.
Sinto o capô ainda quente nas minhas mãos, os faróis acesos deixam-me ainda mais excitada, com a cona em brasa e a cueca ensopada.

Desaperta-me o soutien, apalpa-me as mamas com força e sente-as duras, baixa as mãos pelos meus braços, puxa-me os braços para trás das costas e segura-os com uma mão, caio com as mamas nuas e duras em cima do capô.
Com a outra mão, num golpe de força, rasga e arranca-me as cuecas de uma só vez e amarra-me as mãos com as cuecas rasgadas, afasta-me as pernas ligeiramente com os seus pés, coloca-me a mão na cara contra o capô e fode-me à bruta, com força, com tesão, até nos esporrarmos os dois!

– Acho que amachucamos o capô! [Diz ele]

Sorrimos enquanto trocamos olhares cúmplices de quem ia continuar a festa algures noutro lugar qualquer…

Boas punhetas! E para quem gostaria de me conhecer, no Sábado, dia 12/05, estarei presente na Noite de Oscars no Bar de Swing 2@2 em Coimbra.

TugaEris