Foda na piscina!

Passo por cima de todas as pétalas e a ideia de foder ao ar livre deixa-me nas alturas…

É muito bom fazer sexo em locais diferentes, fugir à rotina, mas no fundo, o local não importa e sim existir o desejo e a entrega total durante o sexo…

Foda na Piscina!

– Vais-me dizer onde vamos?
– Não! Vais saber quando lá chegarmos!

Ai não gosto nada de surpresas fico ansiosa e com medo de não gostar.

– Se eu te fizer um broche contas-me?
– Não!
– E se te fizer dois broches contas-me?
– Não sejas assim, custa-te muito esperares alguns minutos? Prometo que depois te deixo fazer os broches que quiseres!

Que raiva! Fico ansiosa e agora que voltei a fumar e não me dá nada para chupar, fumo cigarro atrás de cigarro, mais um bocado e o carro parece o nevoeiro onde se perdeu D. Sebastião.

Começo a reconhecer o caminho!

– Oh! Tanta merda e vamos para o mesmo motel de sempre? Sem dúvida que és um génio das surpresas!
– Quem te disse que a surpresa é o motel?

Ai fico confusa! E sinto o frio na barriga. Mas se vamos para o motel é bom sinal.

Chegamos à garagem.
– Vira te para mim. vou-te vendar, confia em mim!

Não acredito que estou vendada, afinal existe mesmo uma surpresa. Desta vez não temos degraus para o quarto. Estranho…

Tira-me a venda e contive a minha respiração por breves minutos.
Alugou a moradia exterior com piscina, banho turco, e com decoração personalizada.
Todo o espaço estava coberto de pétalas de rosa verdadeiras, espumante, morangos e até um mini buffet.

Passo por cima de todas as pétalas e vou direita ao jardim é lindo, a relva, o chuveiro, a piscina e a ideia de foder ao ar livre à vontade deixa-me nas alturas.

– Esmeraste-te! Como é que conseguiste preparar isto tudo?
– Tenho os meus truques!

Tanta merda e só pensava em foder naquela piscina – dispensava tudo o resto.
– Fodes-me dentro da piscina?

Não respondes, puxas-me pelos cabelos para ti, beijas-me, despes-me o vestido e tiras-me as cuecas com um puxão. Entramos os dois na piscina, encostas-me contra o muro, enrosco as minhas pernas na tua cintura e sinto o misto de pau com água a lubrificar ainda mais a minha cona.

Acho que afinal não é tão bom como me lembrava, prefiro continuar a festa na relva.

FodaNaPiscina2

Deitada na relva chupo-te o caralho até me engasgar, bem como tu gostas, enquanto me chupas a cona, não me consigo conter e acabo por me vir nos teus lábios.

Encostas-me contra uma árvore, amarras-me e obrigas-me a ser a tua submissa. Torturada de prazer.

Os nossos corpos percorrem todos os cantos do jardim, até a exaustão suprimir!

É muito bom fazer sexo em locais diferentes, fugir à rotina, mas no fundo, o local não importa e sim existir o desejo e a entrega total durante o sexo. Por isso, a piscina, no fundo, é mais uma fantasia do que um benefício ao sexo.

Boas fodas!

TugaEris

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *