O Papaconas

Andei à procura de novo caralho para fazer vídeos e o meu presente de Natal chegou cedo…

“Este ano fui uma boa MILF/BBW (Sim nada de confusões com meninas). Por isso acho que mereço um Natal repleto de muitos orgasmos!”

O Papaconas

Lembram-se da minha carta ao Pai Natal?! Como eu enviei cedo, o meu Pai Natal (das fodas)trouxe-me o presente cedo.

Como sabem, andei à procura de um novo caralho para fazer vídeos comigo. E até pedi para receber um este Natal!

– Olá, disponível?
– Sim! Que show queres?
– Aquele em que no fim te fodo toda ao vivo. Ainda estás à procura de um parceiro para vídeos?
– Estou, fazemos show e no fim vemos isso.

Confesso que pensei: mais um gargantolas!

Quando a câmara liga fiquei sem reacção, caralho que o gajo é podre!
Não faço ideia o que ele escrevia, eu estava noutra galáxia, de boca aberta à espera do piço e de cona a pingar.
Fui ver de onde o gajo era: Aveiro! Espectáculo!
E ele completamente à toa.

– Então, queres fazer casting para fazer um vídeo comigo, é isso?
– Sim!
– Ok! Então o show hoje é diferente! Fazes strip e bates para mim, eu aprecio e no fim conversamos!

Brutal! Fiquei de dondoca a apreciar o Mon Cherri!

Depois de ele se esporrar todo.

– Então, és de Aveiro?
– Sou, e tu?
– Coimbra. Tens disponibilidade para vires aqui fazer o casting ao vivo?
-Tenho! Vou ter onde?
– Fonte dos Amores, daqui a uma hora, pode ser?
– HOJE??!!!
– Agora. Queres ou não?
– Quero!

Conversados, fui tomar um duche, vestir roupa de puta, preparei a mala do andamento – aquela para as festas, conhecem?! E câmara na mala, o tripé já estava no carro!

Lá vou eu a tremer em direcção ao motel, ansiosa por ver aquele material ao vivo e encher bem o bandulho.

Chego à porta onde tínhamos combinado, atrasada como sempre, ele já lá estava, lindo de babar e com um Mercedes prata com seis meses. Bonito e rico (deve ser casado).

Fez questão que entrasse no carro dele e seguimos para a suite.

Como foi a foda? Conto para a semana!

Obrigado Querido Pai Natal (das fodas) por este grande PapaConas!

Da tua forever submissa,

TugaEris